quinta-feira, julho 29, 2010

HÉLIO PINTO - "GOSTARIA DE VOLTAR A JOGAR EM PORTUGAL"

GRANDE ENTREVISTA

Ao "Portimonense 1914", Hélio Pinto falou sobre o passado no Portimonense e no Benfica, o presente no Chipre, e sobre o futuro...

Hélio Pinto em acção num Portimonense - Desp. Beja (Iniciados)

Como começaste a jogar futebol e quais as pessoas que foram mais importantes na tua formação?
Comecei a jogar futebol desde que me lembro! Jogava numa rua do Bairro do Pontal com os amigos e aos 5/6anos fui logo para as Escolinhas do nosso Portimonense.
Na minha formação no Portimonense destaco os Misters Edgar Jacques e Figueiredo que foram os treinadores que me ensinaram a dar os primeiros toques.
No Benfica tive o Mister Roquete que me ensinou não só a ser o jogador que sou hoje mas principalmente a crescer como Homem! Agradeço imenso a todos os que de alguma forma contribuíram para a minha formação profissional e pessoal.

Qual foi foi o teu percurso no Portimonense?
Joguei nas Escolinhas, nos Infantis e nos Iniciados até aos 14 anos. Lembro-me que nos infantis houve uma época em que subimos para o Campeonato Nacional com 99 golos marcados e 0 golos sofridos! Ainda tenho Jornal Barlavento lá em casa ehehehe ... que saudade!

Como chegaste ao Benfica?
Cheguei ao Benfica com 15 anos (no 1º ano Juvenil) por intermédio do olheiro do Benfica de Tavira o Sr. Carlos Gonçalves... e também do Mister Roquete!

O que faltou para te conseguires impôr no plantel principal?
Para me impor no plantel principal faltou-me:
1 - ter ficado no clube. Saí sem nunca ter ido a uma reunião! Foi sempre o meu empresário da altura a ir e nunca cheguei a saber realmente a verdade do que se passava por lá. Mas o passado já lá vai e tive que seguir em frente.
2 - faltou-me mais determinação e atitude. Entre todas aquelas estrelas na minha posição (Zahovic-Petit-Tiago) reconheço que à partida dificilmente poderia ser logo a primeira opção, embora tivesse trabalhado para isso. Mas foi óptimo porque consegui aprender imenso com todos eles.

Rumaste depois ao Sevilha e mais uma vez as coisas não correram como mais gostarias...
Fui para Sevilha para para jogar na equipa principal (o que me tinha dito o empresário) mas cheguei lá... e acreditas que nunca fiz sequer um treino?!

Alguma vez existiu a possibilidade de regressares? Gostarias de o fazer mais tarde?
Regressar a Portugal, neste momento, só se fosse para um dos grandes. Já tive algumas ofertas mas nada dos grandes. Um dia gostaria de voltar a jogar em Portugal e, quem sabe, na minha terra...

No Chipre, como viveste a época que culminou com a promoção do Portimonense à 1ª Divisão?
A subida do Portimonense à 1ª Liga foi uma alegria e um sonho que tenho desde pequeno. Enquanto vivi em Portimão nunca perdi um jogo... e acredita que tenho orgulho em dizer que nasci em Portimão e que aprendi a jogar futebol no Portimonense! Ainda assisti a alguns jogos que foram transmitidos na Sport tv e notei que a equipa sempre batalhou muito para alcançar o objectivo da promoção. Parabéns aos jogadores. Eles foram fantásticos!

Os salários no Chipre são mais atractivos que em Portugal? E a qualidade de vida... como descreves?
É quase a mesma coisa que viver no Algarve! Bom tempo, boas praias... apesar de ter sempre saudades da nossa Praia da Rocha. A qualidade de vida é muito boa, podes andar descansado na rua que não há assaltos nem violência... nada do que se houve nas notícias em Portugal. A vida é muito mais cara que em Portugal mas os salários também são mais elevados. O salário mínimo anda à volta dos 850 euros.

Existe um núcleo forte de jogadores portugueses no Chipre. Costumam encontrar-se?
Há realmente muitos portugueses no Chipre, tal como brasileiros e africanos. Quando cá cheguei era o primeiro juntamente com o João Paiva, o Filipe Duarte, o Ricardo Fernandes, Kenedy, Zé Nando e o Pedro Moita. Eramos apenas 7! Esta época são mais de 100... só na 1ª Liga! Ao princípio, sim, aconteceram vários jantares entre este grupo ainda bastante restrito... mas a partir do 2º ano chegou tanta gente que o espaço já não chegava nos restaurantes heheheheh!

Há alguns anos o Chipre não tinha expressão no futebol Europeu. Actualmente já surgem equipas (como o APOEL) que conseguem resultados positivos nas competições europeias. A que se deve esta evolução positiva, na tua opinião?
Na minha opinião o futebol cipriota evoluíu muito positivamente devido à chegada dos jogadores portugueses. Agora ja cá estão jogadores de todas as nacionalidades mas nós fomos os primeiros e teremos que nos valorizar por isso. A mudança qualitativa começou connosco.

Faz o balanço dos 6 anos no Chipre. Quais os momentos altos que já viveste... e os menos bons?
Gracas a DEUS tive vários momentos altos no Chipre! No 1º ano fui campeão pelo Apollon de Limassol. No ano seguinte fui para o Apoel de Nicosia e fui campeão de novo! No ano seguinte ganhei a Taça do Chipre mas não fui campeão e foi um momento baixo. No ano seguinte fui campeao de novo! Sem esquecer que marquei um golo e fiz duas assistências contra o Estrela Vermelha (Sérvia) e contribuí para a passagem à outra fase da Liga Europa... e marquei no estádio do Shalke 04 em que empatámos 1-1! Mas sem dúvida alguma o momento mais alto foi ter conseguido entrar nos Grupos da Liga dos Campeões no ano passado. É fantástico jogar contra as grandes equipas da Europa! Fui considerado o melhor médio do campeonato cipriota. Enfim... 5 anos que considero muito bons!

Estás a iniciar a sexta temporada consecutiva no Chipre. Neste momento a tua vontade é continuar, conhecer outro país, ou regressar?
Com a entrada na Liga dos Campeões no ano passado pensei que seria altura de experimentar outro campeonato. A verdade é que em Janeiro renovei por mais 3 temporadas com o Apoel e as ofertas que tive dos outros países não foram as que esperava. Estou feliz aqui. Regressar a Portugal para já não é o meu objectivo... gostaria de experimentar outro campeonato primeiro, embora me considere feliz aqui no Chipre.

Tens visitado a cidade de Portimão?
Visito sempre Portimão nas férias de Verão que para mim são entre finais de Maio e princípio de Junho. Tenho a minha família em Portimão e muitos amigos de infância que são para toda a vida. Por isso vou a Portimão... sempre que estou em Portugal!

Uma mensagem final para o Portimonense e adeptos em geral...
Peço que os adeptos apoiem sempre a equipa até ao último minuto do jogo e que os jogadores dêem tudo o que têm dentro de campo... que suem a camisola. Desde o Chipre grito: FORÇA PORTIMONENSE!

Hélio José Ribeiro Pinto - 26 anos
Histórico recente:

2010/11ChipreAPOEL
2009/10ChipreAPOEL
2008/09ChipreAPOEL
2007/08ChipreAPOEL
2006/07ChipreAPOEL
2005/06ChipreApollon Limassol

13 comentários:

sloml disse...

Grande Hélio, que quase jogou no Benfica. Força para ele na sua carreira!

Pedro disse...

Grande Hélio, que não quase, mas sim que joga no APOEL!

Parabéns pela entrevista, isto sim, é de dignificar!

Mas o que é que interessa que tenha quase jogado no Benfica, no Sporting , no FC Porto ou no Braga?!

Aguardo ansiosamente o jogo com os lampiões, para ver se estamos todos com o nosso PORTIMONENSE ou se muitos torcerão em silêncio pelo adversário (ou terão o coração dividido)...

VIVA O PORTIMONENSE CONTRA TODOS OS ADVERSÁRIOS, E NÃO SE ESQUEÇAM QUE OS BENFAS SÃO ADVERSÁRIOS!!!!

sloml disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sloml disse...

Pedro, essas bocas para mim eram escusadas, e passo a explicar porquê:

1º - Obviamente que os meus parabéns à entrevista estavam implícitos no meu comentário.

2º - Para mim é um orgulho enorme que jogadores algarvios joguem num dos grandes, e nomeadamente no Benfica, que é o maior clube de Portugal. Eu sou de Tavira e já vi um jogador da minha cidade (o Livramento, que agora terminou contrato com o Paços de Ferreira e está livre) jogar lá, o que muito me orgulhou. Se contigo não acontece o mesmo, tu lá tens as tuas razões.

3º - Eu apoio o Portimonense, como apoio todas as equipas do Algarve porque sou algarvio. No entanto, eu não nasci em Portimão, nem em Olhão, nem em Faro, razão pela qual não tenho a obrigatoriedade de apoiar as equipas dessas cidades quando jogam contra o clube que eu escolhi apoiar desde que me conheço: o Benfica. Se estivéssemos a falar do Benfica jogar contra o Ginásio de Tavira, aí sim eu apoiaria o clube da minha cidade (como, aliás, acontecia no ciclismo quando o Benfica tinha equipa: eu só queria que ganhasse sempre o Tavira), como compreendo e até incentivo que todos os portimonenses (ou seja, pessoas nascidas em Portimão) apoiem incondicionalmente o Portimonense. Agora eu não tenho a obrigação disso. Eu apoio o Portimonense incondicionalmente em 26 jogos desta Liga, tal como acontece com o Olhanense. Só há 4 em que isso não acontece: nos jogos entre Olhanense e Portimonense (aí vou pelo que estiver em melhor ou pior posição no campeonato, depende da altura da época) e nos jogos dessas 2 equipas com o Benfica. Aí sou do Benfica e ninguém me pode criticar por isso. Eu desejo sempre os maiores sucessos para as equipas algarvias, e acredita que nem me importo se o Olhanense e o Portimonense baterem o pé ao Benfica. Nem me importo. O que não quer dizer que esteja a torcer para que isso aconteça. Digamos que o meu coração nesses jogos estará dividido. Repito: se fosse Benfica-Ginásio de Tavira, apoiava o Ginásio sem qualquer dúvida. Mas isso é porque é o clube da minha cidade. Não sendo eu de Portimão nem de Olhão, não tenho a obrigação de torcer por esses clubes. Torço porque sou algarvio e tenho muito orgulho nisso. Agora, se tu és portimonense, espero sinceramente que torças pelo Portimonense em qualquer ocasião. Acho que fazes muito bem.

Pedro disse...

Sloml,

Não vou alimentar polémicas, porque este espaço e o PORTIMONENSE não merecem. As tuas palavras dizem tudo, foram muito esclarecedoras, sobretudo dos adeptos do maior clube de Portugal como tu dizes. Conheço muitos benfiquistas de alma e coração mas que consideram o Benfica COMO UM DOS GRANDES DO FUTEBOL NACIONAL, NÃO O MAIOR!!! Fica-te muito mal dizer isso e dou-te um exemplo - Real Madrid versus Barcelona, qual o maior? Manchester versus Arsenal versus Liverpool, qual o maior? Roma versus Inter versus Milan versus Juventus, qual o maior?, etc, etc...

Acrescento que nasci em Lisboa, vivi em Lisboa e no Algarve (muito pouco tempo), sou do Portimonense mas não sou faccioso. Dos ditos grandes simpatizo com o FC Porto (mas quando jogarem com o Portimonense que percam e por muitos), apesar de como já disse aqui muitas vezes, não concordar com a submissão do meu Portimonense a um dos grandes do Norte, da mesma forma que gostava que existisse uma aproximação a um dos grandes do sul, no caso, o Benfica.

Mas permite que te diga e com todo o respeito à Instituição Benfica, como a muitos dos seus adeptos, lamento que a maioria coloque o vosso clube num patamar que mais parece os Deuses do Olimpo, os Intocáveis, os Incorruptíveis, os Soberanos e que atiram pedras por tudo o que é lado tendo telhados de vidro.

Grandes para mim neste momento são o FC Porto e o Braga no Norte e o Benfica e o Sporting no Sul. Nos túneis, no Apito Dourado e em muitos casos, escreve-se a vermelho, azul, verde, branco e vermelho e até cor de rosa, a podridão do Futebol Nacional.

Gosto de conversar com pessoas que não sejam facciosas nem usem palas nos olhos.

Um abraço e que o PORTIMONENSE TENHA ARTE E ENGENHO PARA ESTRAGAR A FESTA E BAIXAR A BOLA AO MAIOR CLUBE DE PORTUGAL E QUIÇÁ DO MUNDO! ASSIM PODÍAMOS DIZER QUE TÍNHAMOS VENCIDO UM CAMPEÃO DA CHAMPIONS, DESCULPEM, ESSE É OUTRO, DE UM FINALISTA DA LIGA EUROPA, DESCULPEM OUTRA VEZ, ISSO É OUTRO, DA TAÇA INTERTOTO, BOLAS, ESSE É OUTRO TAMBÉM, DOS MATRAQUILHOS, ASSIM É QUE É!!!

FORÇA PORTIMONENSE, CONTRA TU(NEIS)DO E TODOS!!!!!

Pedro disse...

Só mais uma achega, não eras tu Sloml que num passado recente vinhas aqui mandar bocas contra o Portimonense a favor do Olhanense?

Senão eras, peço desde já desculpa, mas se fores porque não fazes um blog do Olhanense ou até do clube com mais sócios (era só kits quase de borla lol) no Mundo, exceptuando uma centena deles mas enfim...

E só por curiosidade pesquisa quantos adeptos e simpatizantes no Mundo tem o Flamengo. Vais ter uma surpresa...

Abraço preto e branco.

gervazio disse...

Grande Hélio Pinto, um orgulho para os Portimonenses... Representas bem a nossa cidade.
Desejo as maiores felicidades, e 1 dia quem sabe que possas voltar a jogar na liga dos campeões, pelo portimonense é claro!

FORÇA PORTIMONENSE

sloml disse...

Pedro, toda a gente (mesmo os adeptos de Porto e Sporting) admitem que o Benfica é o clube com a maior dimensão em Portugal, em número de adeptos, portanto é o maior. É uma coisa que nem tem discussão possível.

Sobre tudo o resto que disseste e provocaste, nem te vou responder, pois isto é um espaço do Portimonense, como muito bem disseste. Mas devo dizer-te que és muito pobre de espírito pelas piadas estúpidas que tentaste fazer. Sim, o Benfica já venceu a Liga dos Campeões (2 vezes), sim, o Benfica já foi à final da Taça UEFA, e não, o Benfica não venceu uma competição da treta como a Taça Intertoto.

Obviamente não era eu que vinha mandar bocas nenhumas para este blog, porque como disse acima sempre apoiei todos os clubes do Algarve por igual.

Eu tenho um blog do Benfica, sim. Curiosamente, não sou sócio, mas o Benfica é realmente o clube com mais sócios do Mundo. Não me parece que tenha havido ofertas de kits de borla, os kits custam 56 euros ou lá o que é e só é sócio quem quer. Se o Porto não tem adeptos suficientes para passar dos 110 mil, isso é lá com vocês. Sim, eu sei que muitos clubes têm mais adeptos do que o Benfica no Mundo, mas também só faltava agora quereres (sim, quereres, tu que és um adepto do Porto) que o Benfica fosse o melhor clube do Mundo e com mais adeptos. Pela tua conversa, parece.

Ah, e sobre túneis, fala com o Hulk, o Sapunaru e o guarda Abel. Não gasto mais latim contigo. E se este tipo de provocações continuarem, P, garanto que não volto a vir a este blog, o que muito me vai custar, pois acompanho-o diariamente.

Anónimo disse...

Ainda a procissão vai saindo do adro já começa o fandango a velha bem escreveu algum tempo atrás que tynham que arranjar Mer.. Força malta eles querem é secretárias e arbitos á vontade deles somos pobres mas honestos SAUDAÇÕES DESPORTIVAScá da velha MARAFADA

P. disse...

Tou lixado com vocês... :)

Virem aqui para amuos não vale!!!

Abraço!

Pedro disse...

OK Sloml, deixo-te sossegado, nem me sinto insultado porque passou tudo ao lado. Não quero ser o responsável pela perda de um visitante neste espaço, por isso, tens a minha palavra que desde que não venhas para aqui e aproveitar para dar um olézinho ao Benfas, estás à vontade.

Deixo uma última nota: Não achas que no túnel, seja ele qual for, para existirem casos, não só como o do FC Porto, mas sobretudo do Braga, existem dois lados que eventualmente se pegaram uns com os outros? Aquilo que eu vi nas imagens do túnel no jogo do FC Porto foi o Fernando a dar um pontapé na estrutura, agora o Hulk e o Sapunaru diz-me o que viste? Será que nunca te questionaste se alguém deu ordens aos seguranças para provocar os adversários? Parece-te esta ideia totalmente desfazada da realidade? E quanto ao Braga, volta a haver só um lado que se lembra de repente de malhar em tudo e todos. Do outro lado são só santos? Eu sei que Pinto da Costa e Reinaldo Teles, como seres humanos não valem um chavo mas Jorge Jesus e LFV são uns exemplos de seriedade? Lembras-te de Jesus provocar Manuel Machado mostrando os quatro dedos e depois dar uma desculpa esfarrapada? Bruno Alves é um sarrafeiro e Luisão? E David Luiz? São estas coisas e outras que acho estranho nos vossos adeptos, mas enfim, deixo só isto como reflexão, de resto, como te disse, estás à vontade. Não me chegaste a dizer como eleges o maior de Espanha, Itália e Inglaterra...

Um abraço e VIVA O PORTIMONENSE, QUE VENÇA OS 4 GRANDES, CÁ E LÁ!!!

sloml disse...

Eu não quero amuos nenhuns. O Pedro é que adulterou totalmente o sentido do meu primeiro comentário. Quando eu disse "Grande Hélio, que quase jogou no Benfica", não estava a querer exaltar o Benfica, estava a querer exaltar o Hélio que quase conseguiu jogar num dos grandes de Portugal (neste caso o maior, indiscutivelmente, pelo número de adeptos e de títulos conquistados). Mas era para exaltar o Hélio. O Pedro é que veio provocar uma discussão Porto-Benfica (que é algo para que não tenho paciência nenhuma). Espero que não volte a acontecer.

sloml disse...

Eu nunca neste espaço viria falar do Benfica. Como já expliquei no comentário anterior, quando disse "Grande Hélio, que quase jogou no Benfica" queria exaltar o facto do Hélio ter chegado a um patamar tão grande.

Sobre a tua nota: 1º, o Fernando não tinha nada de dar pontapés em lado nenhum porque não é nenhum animal. 2º, o Hulk e o Sapunaru agrediram um segurança ao pontapé. Se foram provocados verbalmente? Não sei, não estava lá, por isso não sei o que o segurança lhes disse, mas na minha vida sempre aprendi a não responder a provocações verbais com violência física. A educação no Porto deve ser diferente.
No Braga, a versão deles é que o Di María os provocou quando o árbitro apitou para o intervalo, por pontapear a bola contra o banco do Braga e cuspir para o chão em direcção a eles. Ora, como se pode ver nas imagens, o Di María toca a bola devagar, não para atingir alguém, e cospe para o chão, como todos os jogadores fazem. Isto foi apenas um pretexto para armarem confusão.

O Jesus é um grande ser humano, acredita. O LFV não, mas o Jesus é. Isso dos 4 dedos já é uma questão de há muitos anos, porque o Jesus e o Machado não se podem ver, mas o Jesus é um grande ser humano.

O David Luiz para mim não é sarrafeiro coisa nenhuma. Ainda nunca o vi fazer uma entrada a matar sobre ninguém como o Bruno Alves faz. O Luisão já vi, é mais sarrafeiro que o David Luiz, mas nem chega aos calcanhares da violência que o Bruno Alves aplica em cada jogada.

Para finalizar: eu considero um clube grande pelo número de títulos que já conquistou e depois pelo número de adeptos que tem. Dentro desses parâmetros, o Benfica é claramente o maior de Portugal porque vence claramente nas duas vertentes. Em Espanha, Itália e Inglaterra é a mesma coisa. É ir ver quem tem o maior número de títulos e depois também de adeptos. Por tudo isto, para mim há 3/4 grandes em Portugal, sendo que o 4º é o Belenenses e não o Braga. O Braga tem de ser campeão pelo menos uma vez para merecer esse desígnio. Quanto ao Boavista, foi campeão da maneira que todos ouvimos nas escutas, portanto esse campeão, para mim, não o foi.

Agora chega destas conversas que nada têm a ver com este blog. Eu quero é ver o Portimonense, o Olhanense e daqui a uns anos o Farense na 1ª divisão.

Abraço.