quinta-feira, Fevereiro 17, 2011

DIRECÇÃO DO CLUBE EMITE NOVO COMUNICADO

COMUNICADO DA DIRECÇÃO DO PSC

A direcção do Portimonense Sporting Clube lamenta o teor de certas notícias, hoje veiculadas pela imprensa desportiva nacional, referentes à decisão de manter o professor Carlos Azenha, como treinador principal da equipa profissional de futebol.

A direcção do Portimonense Sporting Clube reitera a sua confiança no treinador e sobretudo reforça que o clube é dirigido de dentro para fora e não, como certas pessoas gostariam, de fora para dentro. Deste modo, a direcção do Portimonense Sporting Clube tem de refutar, categoricamente, a notícia veicula pelo jornal A BOLA, na sua edição diária em papel, porque, além de faltar à verdade, incorre num erro grotesco de escala. Ao escrever que a decisão da direcção do Portimonense Sporting Clube foi contestada por cerca de 200 sócios e adeptos do clube, apetece perguntar, ao autor da noticia, onde esteve à hora dessa fantasiosa contestação e como é que chegou a esse número exagerado de pessoas.

A verdade é outra e bem lamentável para o jornal, ainda hoje considerado uma referência do jornalismo, em Portugal. É que o autor da notícia não podia saber que eram duzentos, os adeptos e sócios do Portimonense, que alegadamente protestaram contra a decisão de manter o treinador Carlos Azenha, pelo simples motivo de não ter estado presente, nem no estádio, onde se realizou a conferência de imprensa e mais tarde o treino da equipa principal, nem nas suas imediações.

Deste modo, a direcção do Portimonense Sporting Clube gostaria de ser elucidada sobre este peregrino exemplo de jornalismo à distância, que se descuida nos factos e engana na forma.

Até exemplo em contrário, tantas vezes dado pelo jornal A BOLA, ao longo de brilhantes décadas de jornalismo, o que foi escrito, ontem e reproduzido hoje, não é uma notícia, é um delírio.

A direcção do Portimonense Sporting Clube não compreende com que objectivo é que esta noticia foi difundida, deste modo, escapando à verdade e omitindo, deliberadamente, que a decisão de manter o treinador, foi, por exemplo, consensualmente defendida pelos jogadores.

A direcção do Portimonense Sporting Clube apenas pretende a verdade e nada mais do que a verdade. Os factos são passiveis, sempre, de uma interpretação, mas, neste caso, não há interpretação que resista à inexistência dos factos.


Fonte: Site Oficial do Portimonense

11 comentários:

Anónimo disse...

Que engraçado! A direcção do portimonense a discutir caracter,principios e dignidade!

P. disse...

Também achei que 200 pessoas num treino era um exagero.

Em todo o caso, neste blog, houve realmente 200 pessoas que votaram pela saída do Azenha.

http://portimonense1914.blogspot.com/2011/02/azenha-insustentavel-para-88-dos.html

Anónimo disse...

Vou então deduzir que a notícia dos capitães de equipa era verdadeira.

A notícia foi lançada pelo mesmo jornal e tratava-se de um assunto bem mais importante que discutir se estavam no treino 20, 100 ou 200 pessoas. Nessa altura ninguém lançou um comunicado a desmentir.

UM'84 disse...

Que rebaixamento mais ridículo, este pseudo-comunicado. Agora, vão pôr-se a discutir com os Media também? Está bonito isto, está...

Anónimo disse...

mais logo a direccao vem dizer que a culpa da ma epoca deve ser do jornal desportivo referido

Anónimo disse...

mentira é dizerem que os jogadores estão com a equipa, só se dizem uma coisa à direcção e outra aos amigos,porque o que consta é que o ambiente é pouco mais que imrespirável dentro do balneário.

Anónimo disse...

Sábado a saga continua, mas desta vez com mais de 200 socios, sem duvida :)

Anónimo disse...

anónimo... o ambiente é mais que irrespiravel. mas eles insistem com esta palhaçada...

Litoss deixou saudades.

Anónimo disse...

Caros adeptos.
Aproveito este espaço para comunicar o falecimento da Dra. Cidália Farran, diz-se de gripe A, que em vida se dizia grande amiga do Dr. Manuel da Luz, do Dr. Luís Carito, vice-presidente da Cãmara de Portimão e sócio do Sr. Fernando Rocha.
Que pena não a terem consultado como cartomante e "bruxinha" como ela própria se intitulava, de cujas artes vivia e com loja aberta, como todos os Portimonenses sabiam. Quem sabe que com as suas artes mágicas e seus poderes sobrenaturais em que muitos acreditavam, não conseguisse mudar o rumo do Portimonense, já que mudou o rumo da vida de muita gente em Portimão e por este país fora.
Que Deus dê paz á sua alma.

Anónimo disse...

Parece que estao a discutir o sexo dos anjos!!! qual é a diferença do numero de adeptos/socios, se estavam presentes ou nao...de certeza que nao sao 200 mas muito mais.É do conhecimento publico a revolta e o descontentamento dos socios e adeptos em relaçao as politicas desportivas praticadas pelo presidente....e ainda por cima viculam o facto que os jogadores é que quiseram a permanencia do prof. carlos azenha?! por favor!! assumam a responsabilidade!! isto é uma palhaçada....

Jornal do Portimonense disse...

Realmente o Presidente tem razão, não são 200, sábado certamente vai dar pra perceber a quantidade.